segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Poema Ser criança 2015

Ser criança

Ter um mundo só meu
Inventado pela utopia bondosa e atemporal
Sentimentos e ímpetos de pureza infantil
Sapatinhos de cristal
coroas e castelos encantados
pozinho de magia e doçura
abelhas que fabricam sonhos
formigas gigantes que trazem o azul do céu mais perto
Arco-íris que traduzem minha infância
Num pote de ouro e outro de balas de banana
Amores saudade sonhos e ternuras
Orações nas ações e inocências expostas ao vento
Contrapartidas e montes de rosas com espinhos
Pés que coçam da grama e pulam a corda
Minha vida
Meu mundo colorido todo de dourado e cristalino
Onde a chuva é feita de confetes de chocolate e leve como a pena do pavão
 
by Cliceli AK.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.