domingo, 28 de junho de 2015

Apenas Mães Fortes que cuidam sozinhas dos bebês!

Vi vários blogs e entrevistas de mães de primeira viagem que necessitam de ajuda para cuidar do bebê e pensei: - Nossa, sério? Talvez porque eu tenha segurança em mim e as informações necessárias para se cuidar de um bebê eu recusei ajuda pois achei extremamente desnecessário 3 ou mais pessoas pra cuidar de um bebê recém nascido!!!
Bom, antes de criticar aí.. Leia minha história, me conheça um pouquinho e veja meus motivos antes.
Eu tive meu bebê e na primeira semana descobri que teria que ficar na Uti neonatal do hospital, quase infartei né, mas mantive a calma pois não queria secar meu leite e me mantive forte pra ele e por ele. Enfim, encurtando essa parte que não gosto de lembrar - depois de 10 dias de hospital e Uti saímos super bem e felizes pra casa. Meu marido morava em outra cidade e eu a pedido de muito fiquei uma semana na casa de minha mãe pra melhor recuperação minha (pois fiz cesariana). Minha mãe me trazia chá, tomava muita sopa e comia alimentos leves para não dar cólica no bebê - aquela coisa que toda mãe passa...! OK. Depois disso fui pra casa (outra cidade sem nenhum familiar perto) porque eu quis! Quis cuidar do meu bebê e da minha casa oras sozinha, achei que não precisasse de ajuda.
E sabe de uma coisa. Não precisei. Eu me virei super bem. Lógico que as faxinas da casa eu deixei em último plano né nem pensei nisso, só me importava com a minha alimentação para que eu pudesse amamentar e suprir todas necessidades de meu filho porque afinal de constas no início o que eles mais precisam é de mamar! Leite e leite... Só. Mentira! Além disso tem que cuidar as cólicas, mantê-lo limpo, nossa! Como no início eu amava trocar as fraldinhas dele, dar banho então, amava dar banho nele! Mas ninguém te ajudava? Não!!! Meu marido trabalhava manhã e tarde e quando chegava as 17hs ainda voltava trabalhar as vezes até 21hs! A comida dele e tal ele se fazia porque minha preocupação maior era nosso pequeno. Em mantê-lo bem. E não tem segredos.  Antes de ter ele, quando ainda estava grávida eu assisti muitos vídeos de profissionais diga-se de passagem de como manusear a criança, o que fazer e como não se desesperar quando tem cólica, como dar banho da melhor forma, alimentação que a mãe deve ter para melhorar o leite... Sabe, esse tipo de coisa. E lí 3 livros pois não consegui ler mais sobre o assunto. Informação gente!!! Não tem mistério! Lógico que eu sendo profe e já cuidando de crianças talvez tenha me dado alguma vantagem mas conheço gente profissional da saúde aí que lida com bebê inclusive que se perdeu tudo quando o bebê nasceu! Pelamor... Não sei se sou só eu mas acho meio absurdo pra que isso?
É óbvio se você não tem noção de nada e tem muito medo melhor procurar ajuda antes de fazer merda com um recém nascido né. MAs no mais é só confiança, zelo, amor, cuidado e informação!
Com o tempo a gente descobre que o choro mais intenso é o de fome! O de "mamãe fiz cocô me troca" é outro e quando eles estão com cólica se torcem tudo... O melhor é panos mornos embalar de barriguinha pra baixo suavemente e colo de mãe. Lembro que meu marido me pedia: Porque ele não se acalma comigo e eu respondia - Ele tá com dor, quando você tá com dor você procura o pai ou  a mãe? Mas com o passar do tempo eles vão reconhecendo mais o pai porque a mãe já conhecem pelo cheiro primeiramente nos primeiros dias de vida, depois com a visão quando ela está totalmente formada pois quando nascem não vêem direito mas vai se normalizando com o tempo. Está aí, informação sendo importante pra você quando você lê se torna conhecimento!
Eu gostei assim, ninguém fez falta porque nos primeiros dias de vida eles querem mesmo mais é a mãe mesmo! Pelo menos deveria ser assim. Por isso digo que se um dia eu chegar lá em cima no poder quero fazer aquelas antas aprovarem licensa maternidade por 1 ano porque 6 meses é vergonhoso, ainda mais 3 que foi o que eu ganhei! Por isso larguei o trabalho (graças a Deus que pude, tem gente que não pode né.) Porque sei da importância que tem ficar com o filho não só pra mãe mas pra ele principalmente é nele que penso. E pra quem me disse que  o bebê é mais apegado a avó ou a babá eu vos digo: Ele se apega mais em quem cuida dele! O ideal seria que fosse a mãe mesmo, mas como esse mundo não é perfeito... Só espero que esta pessoas que ele está apegado não vá embora porque um bebê meus caros é responsabilidade! Não dá pra ficar trocando de babá toda hora! Você quer matar com educação e saúde do seu filho faz isso - troca toda hora de quem cuida dele. É pracabá, e digo isso agora não como mãe mas como profissional pedagoga e psico que sou.
Bom, fugi um pouquinho do assunto mas é que isso te puxa vários outros assuntos que se relacionam... Enfim, acredito que cuidar sozinha do seu bebê te deixa em sintonia 100% com ele. Eu não queria que ele se apegasse mais a minha mãe ou outra pessoa, eu queria fazer as coisas por ele e sentir de verdade o que é ser mãe, ficar acordada a noite se precisasse, me virar quando tivesse cólica ver e ensinar brincadeiras dar banho, queria fazer tudo eu e não os outros  pra EU me poupasse disso!
E não porque me sinto perfeita porque fiz isso não longe disso mas Sim eu tenho orgulho de ter feito! Porque não pensem que eu não errei.. Prefiro nem comentar mas a gente erra e mesmo com ajuda dos outros, bebês não vêm com manual de instrução e cada um é de uma forma diferente, uns tem mais cólica outros nem tem, alguns dormem noite toda outras acordam de hora em hora...Todos são diferentes e pra você entender o seu só ficando com ele minha amiga e observando tudo e priorizando o trabalho de ser mãe, depois vem marido.. casa.. trabalho.. entende!? E com o tempo digo que com 1 ano eles já estão bem mais livres pra aceitar ficar com outras pessoas, pra você dar mais atenção ao marido, sair só vocês dois, limpar a casa pois agora ele já fica mais tempo sozinho e interage muito mais! Tudo se ajeita, tudo se organiza com o tempo. E vai por mim, 1 ano passa ó..! Num piscar de olhos!
Tem mães que querem se poupar do trabalho que é ser mãe e passam isso pra avó e acabam ficando bem deitadas mesmo porque é mais fácil outro fazer por mim não é! E outras mães que realmente precisam de ajuda porque não sabem o que fazer mesmo e são bem medrosas, até meio que entendo mas não totalmente com tanta informação e curso de gestante que se dá por aí.. O que deveriam dar curso é da mãe se sentir confiante e não exatamente de como fazer isso ou aquilo porque isso a gente aprenda minha amigas desde criança quando nos mandam cuidar da boneca... É desde dali que somos incentivadas a ser mães.
É isso. Apenas Mães Fortes que cuidam sozinhas dos bebês! Seguras e informadas.
Beijo a todas.

Deixo um link, um exemplo de mãe ...
Tirem suas conclusões.

http://tvig.ig.com.br/variedades/videos-da-internet/mae-sem-os-dois-bracos-cuida-sozinha-de-sua-filha-52bf86a3d8c8cd26cd00080b.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.