sábado, 20 de abril de 2013

Saudade da infância querida


Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!
Como são belos os dias
Do despontar da existência!
Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;

CASIMIRO DE ABREU
Uma das poesias que mais adoro – feita pelo grande Camisiro de abreu!

Como eu amava minhas aulas de literatura! Não sei o que amava mais – se português e literatura ou inglês! Ah..... q saudade destas aulas, da infância, de tudo..

Haja nostalgia!


2 comentários:

  1. Somos duas nostálgicas, então.
    Sinto muitas saudades da minha infância...adorei o seu blog. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Obrigada querida! És muito bem vinda para comentares o que quiseres viu! Bjos

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.