sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O inferno é aqui.


Me sinto sozinha em meio ao mundo  cruel
Só vejo maldades
Gente querendo matar e acabar com a vida de outras
O que não sabemos é que o mundo além de pequeno fizemos parte
de vidas tão curtas que não sabem quando se começa e quando se acaba.
E um dia vamos responder por nossas atitudes
Não consigo entender tanta maldade
E é engraçado como as mais horrendas atrocidades
Não chocam mais o povo
Tudo já está tão incluído em nossa lista de apenas "mais um que se foi, coitado."
Mais uma injustiça
Nomes são ditos e não sentimos as pessoas por traz deles...
Já não me sinto parte disso nem faço parte dessa gente atroz
Que acha normal pai estuprar filho e irmão matar irmão
Onde o amor virou uma cadeia fora da prisão
Onde paixão virou lenda
E os sentimentos mais puros tornaram-se raridade.
Não quero mais isso
Estou partindo dessa para uma melhor
Quando você pensa em todos os tipos de violência que presenciamos no mundo
E de como as pessoas conseguem ser cada vez mais cruéis com outros.
Nos decepcionamos tanto
Que achamos que até a morte deva ser melhor, e que o mundo de lá não possa ser pior que este.
E que o inferno - é aqui. 

As vezes temos que ver tudo como normalidade mesmo, 
porque se formos pensar em tudo mesmo, 
e quando você pensa muito sobre certas coisas,
você fica louco,
então as pessoas acabam achando normal as maldades alheias mesmo,
para podermos conseguir seguir adiante.
Se não, a gente ficaria mesmo . é louco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.