domingo, 4 de novembro de 2012

Amor por Escrever



Pela noite eu fico a refletir meu ser
Me perco em minhas linhas escritas

Já nem sei mais o que falo ou o que pensar
Apenas vai acontecendo

Como se a normalidade fizesse parte dessas canções que escrevo,
Minha alma e meu corpo estão desestabelecidas

Obedecem o furor de meus dedos digitando meus sentimentos
Bons, ruins obsoletos ou contraditórios

Vai ver estou me descobrindo aos poucos
E me mostrando ao mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.