sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Meus 14 anos



Me sinto estranha
literalmente um filhote de pavão no ninho de urubus
Perdida
fora dos padrões
vejo minhas amigas ficando com os meninos 
todos alegres se descobrindo
a fase da adolescência é linda mas quando lembramos dela,
ou seja, já passou...
porque vivenciá-la é uma perturbação
desde meus 13 anos vejo muita putaria
nas novelas na escola na sociedade
isso não repercute na minha vida... não me influenciam.. ao contrário.. me afastam
sou sempre do contra
garotos chamam minha mãe de sogra a todo o tempo
vizinhos, colegas, amigos e até quem nem conheço
odeio tudo isso
talvez seja porque ela adora
Talvez dela insistir tanto para mim namorar
talvez por isso não o faço
vejo os meninos nojentos, imaturos
os garotos maiores também infantis 
os maiores só querem transar
não me vejo nesse mundinho de brincar de ser gente grande
não me enquadro com ninguém
sou anormal? Me sinto estranha.. tão incomum aos demais
dizem que ser diferente é bom, mas não me sinto assim
me sinto rejeitada, excluída!
"Qual o meu problema pai? o que você vai fazer comigo se disser
que sou lésbica?"
"- bom filha, vou ter que aceitar, não tem o que fazer, tu é nossa única filha."
... (essa foi a resposta de meu pai na época. 2001+-)

ESSE ERA MEU PENSAMENTO NOS MEUS 14 ANOS.
Depois de um tempo erros lágrimas tudo se encaixa,
me apaixonei por um garoto
quis logo "dar"
não porque o amava, não porque todas já faziam a muito tempo menos eu,
bom, talvez sim..
o fiz pela curiosidade de saber o que se sente.
porque dizem que sexo é tão bom???
bom, descobri.
mas não na primeira vez.
MAs essa é outra história.
O bom é que aos 17 anos quando me apaixonei pela primeira vez 
por um garoto descobri que sou normal, não me senti mais perdida quanto
as minhas preferências.
Hoje penso que justamente pela insistência da minha mãe me liberar para namorar é que não fiz.
porque quando adolescentes somos do contra e gostamos de fazer justamente o contrário do que os pais dizem para fazer.
deve ser por isso.
Sei que levei um bom tempo para saber que gosto de garotos e que eu não tinha problema algum, 
apenas precisava do tempo certo, não foi o mesmo que minhas amigas. Mas hoje percebo que tudo aconteceu no tempo certo e que foi melhor assim, pelo menos ajudou na reputação que tinha no colégio. (uma vez chegaram a apostar quem conseguiria ficar comigo.) resultado: nunca fiquei com ninguém da escola. o escolhido primeiro era de fora.
pois é. sou do contra. paciência.
Essa foi a história da perturbação dos meus 14 anos que era um dilema .. eu estava perdida vendo todos "ficarem" e eu não ter vontade de fazer isso só por fazer,  não tinha vontade nem gostava de ninguém.  pois é... tanto que cheguei a pensar que eu era lésbica já que ninguém me interessava. ! tenho quatro folhas de caderno do segundo grau que anotei os nomes dos garotos que tentaram ficar comigo.. haha.. quanta risada...
Bom, espero que tenham gostado dessa história.. é verídica, aconteceu comigo! E quis dividí-la com os leitores. Quem sabe alguém por aí não esteja perdido também... 
C>A>K


2 comentários:

  1. Pois é...quando somos adolescentes tudo parece nos jogar para um lado ou para outro.... não sabemos se a escolha acaba por ser nossa ou se é do momento...nos apaixonamos por alguém que com certeza não mereceu e acabamos por fazer coisas que não deviamos... depois que a neblina passa vemos tudo com mais serenidade e percebemos que apesar das más escolhas tinha que ser assim porque esse era o caminho que Deus trilhou para nós... mas como gostaria de ter voltado no tempo para mudar muitas coisas... ahf queria simmm...


    Simone K M Culau

    ResponderExcluir
  2. Te entendo amigo. AH!!! como entendo!
    Amo-te e sinto pela nossa separação até hoje. Jamais tive uma amiga como tu, nem sei se um dia terei . Escolhas erradas fazem isso.
    Poucos sabem mas nos auuge dos 14 ou 17.. ou o que se faz quando é adolescente irá refletir no futuro, mas com essa idade ninguém se importa. Nem faz idéia do que terá no futuro com suas escolhas.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.