quinta-feira, 24 de novembro de 2011

caleidoscópio de emoções


Me encontro em uma dicotomia  
Vivo no paradigma entre ser e querer
Meus pressupostos me levam a lugar nenhum
Minh'alma anseia por autonomia
os enredos que cercam minha marca existencial
Aproximam-se mais de covis e cavernas gélidas
assim sigo nesse ciclo envolta por esse jogo
Enraizados de virtudes mais sem aspirações
Decepções de conceitos que não são levados sem decência
Os instrumentos que uso envoltos de minha valentia 
seguida da utopia subjacente
e essa sensibilidade artística aflora-se
já que minha peregrinação continua
e pelas intervenções de cargas afetivas diversas
eu me levanto a cada contravenção
e sigo meu ritual diário
na ânsia de um dia poder contemplar
A paz estabelecida entre os viventes desse mundo quase perdido.
C>A>K

2 comentários:

  1. Nao sei se um dia encontramos a paz ou a medida certa entre a realidade e os sonhos,temos que nos deixar viver e no final fazer valer a pena .

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.