quarta-feira, 27 de julho de 2011

Roubada de mim mesmo


   Hoje percebo que roubaram meus sonhos....

Roubaram de mim o que eu tinha de melhor,.. e pior talvez..mE roubaram-me a esperança e o sonho de ser escritora.Exatamente quando tinha 17 anos...Eu sonhava, eu escrevia e eu era tão mais criativa..ME comparo com aquela época e quanto mais eu escrevia Deus? Nossa! Como eu escrevia... Meus diários estavam lotados e sempre estourando..E não... Não eram simples assuntos de como eu tinha passado o dia...Acabei de recolhe-lhos para ver se me inspiram... época de desânimo que vivo..Sabe, há anos atraz por mais triste que eu podia estar eu escrevia.. poesias, poemas, histórias...Viajava legal e me deliciava contando fatos, comentando histórias e filosofando sem parar...Por vezes minha mãe me pedia pra ir durmir e parar de escrever, e eu embaixo dos lençóis ligava uma lanterna que tinha e escrevia... só escrevia...Agora tudo mudou..Quando me comparo com aquela época vejo coisas boas como agora acreditar em Deus, pois na época eu o odiava e fingia não crer em sua existência. Nunca fui muito religiosa mas depois daquele ano... 2004 com exatos 17 anos tudo mudou e vejo muita mudança pra pior...Talvez aquela época seja dos adolescentes mesmos que vivam aqueles momentos intensos... Mas não Me separei da minha melhor amiga... E tudo mudou...O pacto que fizemos não se concretizou.. Apesar de eu jamais tê-la sentida tão tão longe.. Por mais que realmente estivesse..Sempre fui muito desconfiada de tudo e todos... E hoje compreendo que distorci os fatos,...e talvez pela emoção e raiva vivida pelo momento julguei errado e a perdí. Não digo pra sempre... porque jamais deixei d pensar nela em um só dia do ano de minha vida..Tudo me faz lembrar... as florestas, melhores amigos quando vejo uns... Juras de amor com o meu namorado e que na época fazia com ela.. Pra mim amizade era mais importante na época.. e talvez o fosse mesmo.. Afinal quem sabe o dia de amanhã para um amor, uma paixão...Mas um amigo.. é diferente. é pra vida toda. Queria voltar no tempo com a cabeça de agora... e faria tudo diferente.Não queria ter perdido a vontade de viver, de escrever... Sei que tudo tem volta e que não sou tão velha que não possa mudar. Mas jamais será igual! AS coisas não mudam... e o tempo não pára.Tinha tanta criatividade para escrever meu lado ruim... quando mais sentia ódio era tão intenso..Talvez isso seja mesmo o fato da adolescência e das mudanças.. Afinal com 17 anos me apaixonei, perdí a virgindade, o corpo mudou, fiz cirurgia das amígdalas, fiz cirurgia pra tirar dois nódulos do seio.. Perdí minha melhor amiga a quem dava a vida, a quem muitas vezes fiquei mais do  lado dela que de minha mae! Fiz tudo errado!Algumas coisas não me arrependo... Como ter conhecido um novo amor e largado o velho...è... creio que devo me conformar com isso, afinal como já havia dito o tempo não pára muito menos volta... Infelizmente!Sinto como se tivesse perdido o ânimo que tinha na época... eu era forte, hoje sou uma fraca! chorona...Me pergunto até se Deus não fez isso comigo, porque naquela época eu não acreditava nele ou fingia não crer, na verdade sabia que existia só que eu odiava ele.. por vários motivos.... todos errados... mas era como eu era e não posso mudar isso! Talvez tentar recuperar a Cliceli que eu fui, e não a profissional que sou hoje, pedagoga, professora, enfim...As pessoas quando questionadas sobre o que são não o dizem,, dizem: "sou médico, sou engenheiro..." dizem sua função e não o que são e como são. É essa a Cliceli que desejo recuperar.. mas só o melhor do que fui... os defeitos passados pretendo esquecer e reescrevê-los.. apesar de não saber se conseguirei,.. porque eu só tinha mais criatividade porque era a cliceli com defeito... então já não sei mais de nada... Vou reescever alguma coisa que resgatei dos diários das caixas... ME pergunto... o que farei com eles daqui a alguns anos,,, terá utilidade se não publicá-los ao mesmo para alguém ler...

2 comentários:

  1. As pessoas que fomos...também me perdi nesse caminho...fui maltratada...mutilada...humilhada...perdi o melhor e porque não o pior de mim...perdi os sonhos...a amiga...a força...mas algum dia olharei para tras e mesmo querendo ter feito muita coisa diferente...terá muita coisa que faria igual...porque sei que apesar dos desencontros, apesar das perdas muito ganhei...a vida da voltas...você muda...a simone de antes perdeu a irmã de escolha...mas ganhou maturidade...jamais me esquecerei de tudo que passamos...e o gosto da saudade é a única coisa que me mas chorar daquele tempo...a falta que você me faz irmã...mas a simone de hoje aprendeu...que Deus em sua grandiosidade e generosidade não nos abandona e faz pessoas maravilhosas como você viverem para sempre em nossa alma...sempre que o mal cai a terra um anjo nos estende a mão...e você foi meu anjo por tantas vezes que nem sei dizer...tenho muito orgulho de dizer: eu conheço a Cliceli -pessoa, pedagoga, professora, amiga, irmã, mulher!

    SIMONE KOVALESKI MUTSCHALL

    ResponderExcluir
  2. Brigada Si, concordo contigo e recebo estas palavras de coração aberto e como tu mesma diz... com mais maturidade;;; E as pessoas mudam... e o mundo realmente dá muitas voltas. Abraços. Orgulho de ter te conhecido também amiga! muitoooo

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.